Por que ser uma Cidade Digital » Iniciativas internacionais

Centro Ash para Governança Democrática e Inovação
Grupo de Harvard aponta boas ideias de governo

Mais de cem ações governamentais foram premiadas recentemente pelo Centro Ash para Governança Democrática e Inovação da Escola John F. Kennedy de Governo, da Universidade de Harvard. A premiação faz parte do programa “Bright Ideas” (Ideias Brilhantes) do núcleo de pesquisa da instituição norte-americana, uma das mais prestigiadas do mundo. A premiação privilegiou iniciativas criativas, que não demandam grandes investimentos, mas apresentam bons retornos tanto para o poder público quanto para os cidadãos dos EUA. “Fazer o governo funcionar melhor nem sempre requer grandes reformas e orçamentos enormes”, diz Stephen Goldsmith, diretor do Programa de Inovações em Governo Americano do Centro Ash. “Na verdade, estamos vendo que, de muitas formas, ênfase em eficiência e adaptabilidade podem ter efeitos mais fortes do que reformas de grande porte.”

 
Ministério da Infraestrutura e Meio-ambiente
Holanda investe em bicicletas inteligentes para reduzir acidentes com idosos

Sensores de aproximação, alertas de risco de colisão e outras aplicações a bordo são algumas das inovações da bicicleta inteligente, desenvolvida por organizações holandesas, com apoio do Ministério da Infraestrutura e Meio-ambiente. “Esse tipo de bicicleta é necessário na Holanda porque ajuda a reduzir o número de acidentes com idosos e permite que continuem pedalando”, justifica Melanie Schultz van Haegen, ministra da pasta.

 
Fujisawa
Japão reconstrói cidade em um modelo futurista

Anunciado em 2011, o projeto de cidade digital de Fujisawa, no Japão, saiu do papel recentemente. Em novembro de 2014, o consórcio público-privado liderado pela Panasonic inaugurou a iniciativa, que reúne o que há de mais moderno em tecnologia voltada para centros urbanos. O projeto foi desenhado para atender um estilo de vida moderno, com base em energia, segurança, mobilidade, saúde e vida comunitária.

 
Piso com células fotovoltaicas
Holanda testa “via elétrica”

Um consórcio de empresas holandesas, chamado SolaRoad, está desenvolvendo uma ideia com grande potencial para resolver problemas energéticos - um piso que produz eletricidade. A futurística ideia já está em teste na pequena cidade de Krommenie, no norte do país, onde 100 metros de asfalto de uma ciclovia receberam painéis fotovoltaicos que geram energia elétrica para a iluminação pública, residências e até bicicletas motorizadas. As companhias acreditam que cada metro quadrado da nova tecnologia seja capaz de produzir 50 kilowatts-hora por ano na Holanda. Em países mais ensolarados, como o Brasil, o potencial é maior. A verdadeira capacidade, no entanto, só será conhecida daqui a três anos. Até novembro de 2017, pesquisadores testarão os painéis para conhecer sua resistência a condições reais de uso e o impacto da novidade sobre os moradores da região. A aderência de pneus ao novo piso, por exemplo, ainda é uma questão a ser trabalhada.

 
Cabines telefônicas viram hotspots
Nova York: ‘orelhões’ vão oferecer WiFi gratuito para toda a cidade

O escritório de tecnologia e inovação da prefeitura nova-iorquina anunciou recentemente uma parceria, chamada CiyBridge, que vai transformar as cabines telefônicas da cidade em totens com informações sobre o município e oferta gratuita de acesso à internet. Inicialmente, serão cerca de 400 unidades, mas a ideia é chegar a 10 mil, caso diferentes instâncias municipais aprovem a proposta.

 
[1]   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   > »

«Voltar



Apoio: