Por que ser uma Cidade Digital » Experiências de sucesso

Madre de Deus/BA
Infra-estrutura e educação
Madre de Deus é pequena em números − são apenas 11 quilômetros quadrados e 15 mil habitantes, distribuídos em duas ilhas −, mas mostrou-se grande em planos. Desde 2005, teve início a interligação de prédios públicos, escolas e postos de saúde na cidade de atividade pesqueira localizada a aproximadamente 40 km de Salvador. Hoje, o município baiano já tem infra-estrutura preparada para oferecer acesso à internet a todos os cidadãos, assim que o serviço for liberado. Foto: Bahiatursa.
 
Roca Sales/RS
A caminho da iluminação total da área rural
Com menos de 10 mil habitantes e localizada no Vale do Taquari, área central do Rio Grande do Sul, a pequena Roca Sales iniciou seu projeto de Cidade Digital em 2006. Atualmente, toda a zona urbana e 10% da zona rural dispõem de sinal sem fio, que chega através de uma única torre. Até o fim de 2008, prevê-se instalar cinco outras torres, para iluminar o restante da zona rural. Para utilizar estes serviços, antes inexistentes, o público está começando a se formar.
 
Pedregulho/SP
Acesso gratuito, mas só com impostos em dia
Até pouco tempo atrás, a cidade de Pedregulho, localizada no nordeste paulista, era conhecida apenas por seu café, ganhador de prêmios de qualidade. Desde setembro de 2007, entrou em operação o Cidadão Internet, que provê acesso gratuito à internet via Wi-Fi a todos os cidadãos e empresas pedregulhenses que estejam com seus impostos em dia. A iniciativa ainda engloba a conexão de prédios públicos, criação de telecentros, uma biblioteca virtual e uma rádio online.
 
Petrópolis/RJ
Uma cidade imperial e conectada
Uma das principais estratégias do Petrópolis Digital, desde o início, foi privilegiar a inserção de conteúdo na rede. Assim, desde 2002, está disponibilizada uma série de aplicativos e serviços via web. Além disso, o projeto contempla a interligação entre os órgãos estaduais, um sistema integrado de gestão, mais de 400 pontos de rede, quiosques de auto-atendimento para a população e cinco áreas públicas de acesso sem fio, livre e gratuito à internet.
 
Paraty/RJ
Pressa de futuro para preservar o passado
Candidata a patrimônio da humanidade, Paraty precisa investir em educação e infra-estrutura, incluindo comunicações. Entretanto, para manter seu conjunto arquitetônico, não pode instalar fiação nem cabos subterrâneos, que exigiriam obras e escavações em terreno tombado. A tecnologia wireless foi a solução encontrada pela administração municipal para conectar a cidade sem danificar sua riqueza histórica.
 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   [17]   18   19   20   > »

«Voltar



Apoio: