Mercado » Setor Público

Capacitação em conjunto com a UFF
MiniCom abre inscrições para rádios comunitárias

O Ministério das Comunicações acaba de publicar o primeiro aviso de habilitação de 2013 para a inscrição das entidades interessadas em operar rádios comunitárias em 75 municípios, nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Neste ano serão divulgados outros 12 avisos. O MiniCom também definiu uma ação conjunta com a Universidade Federal Fluminense (UFF), para promover eventos de capacitação aos segmentos de radiodifusão pública e comunitária. 

 
Prevenção
Sistemas de alertas de desastres recebem investimentos

O primeiro ano de operação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTI) resultou em 281 alertas, e o sistema de sensoriamento será expandido neste ano. Neste mês, o governo da Bahia anunciou a instalação de uma rede estadual de monitoramento climático, hidrológico e geotécnico. E o MCTI teve uma reunião com a Agência de Cooperação Internacional (Jica) para intercâmbio técnico com especialistas do Japão.

 
Em áreas de baixa renda
Rio promete mais 40 ‘Naves do Conhecimento’

O prefeito (reeleito) do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, prometeu construir 40 “Naves do Conhecimento” em áreas de baixa renda da cidade. Ao inaugurar a quarta unidade do projeto, que oferece cursos educativos e profissionalizantes com ajuda de recursos eletrônicos à população, o alcaide garantiu que vai espalhar os espaços pelo município e ganhou apoio do governo estadual, que estuda replicar a iniciativa.

 

Minicom define norma para o Canal da Cidadania

O Ministério das Comunicações acaba de normatizar as outorgas para programadoras de estados, municípios e organizações sociais, que podem contar com uma banda de 6 MHz no espectro da TV digital, na qual cabem quatro faixas de programação. Os municípios e entidades interessados têm 18 meses para pedir a solicitação. As solicitações de outorga anteriores a 19 de dezembro de 2012 são anuladas.

 
No Rio de Janeiro
Hospitais especializados passam triagem a unidades municipais e estaduais

A partir deste ano, os seis hospitais federais sediados no Rio de Janeiro mudam o sistema de agendamento de consultas. Todos os primeiros atendimentos ambulatoriais e exames, tais como colonoscopia, endoscopia digestiva, mamografia, entre outros, serão exclusivamente agendados pelo SISREG, disponível nas unidades de atendimento vinculadas à secretaria estadual e à secretaria municipal de saúde. 

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   [57]   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152   153   154   155   156   157   158   159   160   161   162   163   164   165   166   167   168   169   170   171   172   173   174   175   > »

«Voltar



Apoio: