Mercado » Setor Público

Participação de 22,8% do total investido
Nordeste foi região mais impactada pelo REPNBL, segundo Minicom

Entre os R$ 7,9 bilhões de investimentos fomentados pelo Regime Especial de Tributação do Plano Nacional de Banda Larga (REPNBL), estados da região Nordeste receberam R$ 1,8 bilhão, 22,8% do total, segundo informações do Ministério das Comunicações. As empresas têm até 30 de junho deste ano para apresentar suas propostas, e os incentivos tributários aos projetos aprovados valem até dezembro de 2016.

 
Proinveste Capixaba
Linha de crédito viabiliza projetos municipais no Espírito Santo

Construção e reforma de creches, escolas e praças; pavimentação e recuperação de vias urbanas ou implantação de Tecnologias da Informação e da Comunicação. No Espírito Santo, linha de crédito do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) financia projetos de prefeituras do estado voltados para infraestrutura ou modernização da gestão pública.

 
Restrições orçamentárias
Ajuste do governo reduz metas de expansão do programa de banda larga

O governo ainda nem tornou público seu novo plano de ampliação do acesso à Internet no Brasil, mas já admite que os investimentos serão predominantemente das empresas privadas. O ajuste fiscal e os consequentes cortes no Orçamento vão encolher a ambição do Minicom. Ao abrir evento em Brasília, o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, fez menções recorrentes às “restrições orçamentárias”.

 
Inteligência de negócios
CGU adota ferramenta de BI para auditoria de despesas públicas

Identificar beneficiários de programas sociais falecidos, donos de empresas ou proprietários de veículos; vínculos entre licitantes e servidores públicos; ou gastos com cartão de crédito governamental em estabelecimentos atípicos são alguns dos desvios visados pelo Observatório da Despesa Pública (ODP), que acaba de anunciar a contratação da plataforma de BI (business inteligente, ou inteligência de negócios) da Microstrategy.

 
Pregão eletrônico
Sefaz-SP quer difundir sistema de gestão de compras entre os municípios

O premiado sistema Bolsa Eletrônica de Compras do Governo do Estado de São Paulo (BEC/SP) dá condições à administração estadual de negociar e adquirir produtos e contratar serviços com agilidade, segurança, competitividade, custos reduzidos e transparência. A proposta atual é celebrar convênios com municípios paulistas para o uso do pregão eletrônico na aquisição de bens e serviços.

 
« <   1   2   3   [4]   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152   153   154   155   156   157   158   159   160   161   162   163   164   165   166   167   168   169   170   171   172   173   174   175   > »

«Voltar



Apoio: