Mercado » Setor Público

Copa de 2014
RS, MG e RN criam força-tarefa de Saúde

Três estados que sediarão jogos da Copa – Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul – já organizaram os grupos de voluntários e a estrutura da Força Estadual de Saúde, composta por funcionários das secretarias estaduais, junto a profissionais de hospitais públicos, universitários, filantrópicos ou privados. No Rio Grande do Sul, que anunciou a iniciativa na semana passada, o grupo começa com cerca de 2 mil adesões. 

 
Projeto-piloto
MiniCom amplia capacitação para Cidades Digitais

Até agora, 46 servidores de 23 municípios do Paraná, Bahia, Ceará e São Paulo já concluíram o treinamento previsto para o projeto-piloto do programa Cidades Digitais. Segundo o Ministério das Comunicações, responsável pela iniciativa, outros 199 profissionais ainda vão ser capacitados. Além dos cursos a servidores municipais, o MiniCom, em parceria com o MEC, levou o Pronatec Comunicações a 11 municípios e deve estender a outros 19 que integram o projeto-piloto.

 
Identidade eletrônica
Prodest amplia fornecimento de certificação digital

O Prodest foi contratado pelo Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo, o Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Espírito Santo e a Defensoria Pública Estadual para a emissão de certificados digitais. A autarquia já fornecia assinaturas digitais para a Junta Comercial do Estado, Secretaria de Estado da Fazenda e Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas do ES. 

 
Alta tecnologia
Rede de telemedicina chega a 92 núcleos em operação

Com a inauguração do núcleo do Hospital de Messejana (HMS), em Fortaleza, a Rede Universitária de Telemedicina (Rute) passa a ter 92 núcleos em plena operação em hospitais universitários e de ensino, em todos os estados do Brasil. A Rute é coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e integrada ao programa Telessaúde Brasil Redes. Em 2006, quando foi implantada, abrangia 19 instituições. 

 
Governos federal e do estado de SP
Editais restritivos dão prejuízo de até 30% a contribuintes

Em uma análise de 795 licitações para compras de PCs desktops e 135 para notebooks, a IT Data, especializada em pesquisa de TI e telecom, constatou que, durante um ano, apenas 0,39% do total de desktops e 0,86% do total de notebooks foram comprados em processos com ampla concorrência. A amostragem, que envolveu o estudo de 22 mil documentos, abrange compras governamentais de PCs na esfera federal e no Estado de São Paulo.

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   [17]   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152   153   154   155   156   157   158   159   160   161   162   163   164   165   166   167   168   169   170   171   172   173   174   175   > »

«Voltar



Apoio: