Mercado » Setor Público

Com a Telebrás
Governo federal anuncia o Plano Nacional de Banda Larga

Até o fim de maio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinará o decreto que institui o Plano Nacional de Banda Larga, reestruturando a Telebrás para gerir a rede de fibras óticas do setor elétrico e comercializar capacidade de tráfego de dados no atacado − mas com a permissão para, se preciso, vender no varejo. A linha geral do plano é oferecer essa capacidade a R$ 230 o Megabit por segundo, valor que permitirá a venda ao consumidor a, no máximo, R$ 35. Esse preço, porém, pode ficar mais próximo de R$ 29 caso se consiga retirar o ICMS da conta, em negociação a ser feita com os governos estaduais. Além disso, haverá incentivos e desonerações que podem levar o acesso, especialmente o móvel, para a casa dos R$ 15.

 
Redimensionamento
PNBL: governo já fala em primeira etapa

A expectativa de implantar ainda em 2010 o Plano Nacional de Banda Larga foi redimensionada. E o coordenador dos programas de inclusão digital do governo federal, Cezar Alvarez, já fala no lançamento de uma primeira etapa do PNBL. Segundo ele, "o Plano será algo de 4, 5, 10 anos". O governo também já sabe que os brasileiros não terão como comprar acesso à internet até o teto de R$ 35 ainda este ano.

 
Menos recursos
Governo deve reduzir meta de cidades beneficiadas pelo PNBL

Segundo o coordenador do Programa de Inclusão Digital da Presidência da República, Cezar Alvarez, a intenção do governo de levar a banda larga a 300 cidades ainda este ano foi reduzida para 100 cidades. O objetivo de atingir 23 capitais passou para 17 e os pontos públicos, que seriam 150, ficarão em 100. O motivo é a falta de recursos adicionais além daqueles já disponíveis para o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

 
Incentivo
Plano de banda larga vai prever isenção tributária para parceiros

A última versão do Plano Nacional de Banda Larga vai prever isenção de tributação para as empresas dispostas a fornecer internet rápida a preços populares. O governo pretende fornecer internet “no atacado” a preços inferiores aos cobrados hoje no mercado e já está trabalhando em uma linha de financiamento, superior a R$ 5 bilhões, para empresas que se tornarem parceiras.

 
Iniciativas
Governo Federal divulga projetos selecionados no Programa Telecentros.BR

O governo federal selecionou 63 projetos na primeira fase do Programa Nacional de Apoio à Inclusão Digital, que receberá investimentos de R$ 165 milhões. Ao todo foram apresentados 1.071 projetos. Os 63 escolhidos propõem criar 6.508 novos telecentros. A seleção foi feita em conjuntos pelos ministérios da Ciência e Tecnologia, das Comunicações e do Planejamento.

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   [131]   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152   153   154   155   156   157   158   159   160   161   162   163   164   165   166   167   168   169   170   171   172   173   174   175   > »

«Voltar



Apoio: