Mercado » Setor Público

Fórum Brasil Conectado
Governo vai tratar do compartilhamento de rede por meio de decreto presidencial

O governo decidiu tratar por decreto questões fundamentais do setor de telecomunicações, especialmente com o viés de expandir a oferta de acesso à internet no país. O Comitê Gestor dos Programas de Inclusão Digital vai preparar uma série de normas referentes ao compartilhamento de infraestrutura e outros temas. A ideia é apresentar uma minuta no encontro do Fórum Brasil Conectado em dezembro.

 
Fórum Brasil Conectado
PNBL: Primeiro a inclusão, depois a super banda larga

Primeiro a inclusão, depois a expansão. Esta é a linha defendida pela ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, com relação ao Plano Nacional de Banda Larga e a previsão inicial de ofertar conexões de 512 kbps. Segundo discursou a ministra na jornada de debates do Fórum Brasil Conectado, a demanda por 100 Mbps vai surgir naturalmente dos brasileiros que ainda não contam com velocidade nenhuma.

 
Pontos de vista
Banda Larga: presidenciáveis garantem que tema é prioridade de governo

No primeiro debate de presidenciáveis realizado na Internet, promovido pelo UOL, Marina Silva reforçou a intenção de firmar parceria com a iniciativa privada. Serra, sem entrar em detalhes, frisou que vai 'turbinar' o plano de Banda Larga, criado no Governo Lula. Dilma Rousseff contabilizou os ganhos do programa Banda Larga nas Escolas e enfatizou apoio ao PNBL.

 
Desafio é o custo da infraestrutura
Eleições não devem afetar Plano Nacional de Banda Larga

O Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) deve ser mantido no próximo governo, independentemente do candidato eleito. Esta é a opinião do presidente da Telebrás e ex-secretário de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, para quem o grande desafio da inclusão digital no Brasil não são os impostos, mas o custo da infraestrutura de rede.

 
Imunidade política
Especialista diz que banda larga deve ser prioridade pública, e não partidária

Segundo o consultor Carlos Kirjner, brasileiro que teve papel central na formulação do Plano Nacional de Banda Larga dos EUA, no projeto norte-americano houve uma grande preocupação em escrever uma política capaz de enfrentar o cenário partidário. Ele considera que uma iniciativa dessa natureza leva de cinco a 10 anos para ser consolidada e precisa ficar imune às alternâncias de poder.

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   [121]   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152   153   154   155   156   157   158   159   160   161   162   163   164   165   166   167   168   169   170   171   172   173   174   175   > »

«Voltar



Apoio: