Mercado » Setor Público

Plano Nacional de Banda Larga
Telebrás prepara edital para contratar empresa que vai fiscalizar implantação da rede de fibras ópticas

A Telebrás abriu mais uma consulta pública para a preparação de um novo edital, desta vez para contratar a empresa que será responsável por fiscalizar a implantação dos sistemas e equipamentos relativos à rede de fibras ópticas do Plano Nacional de Banda Larga. A essa empresa caberão os serviços de integração, fiscalização e acompanhamento da aceitação de implantação de rede para 241 pontos de presença (POPs) previstos na instalação de equipamentos de rede. A consulta pública receberá contribuições até 3 de dezembro.

 
Políticas públicas
Internet precisa de marco civil e lei de direitos autorais, afirmam especialistas

A criação de um marco civil e de uma lei de direitos autorais para o uso de bens culturais na internet foi consenso entre os especialistas que se reuniram para discutir políticas públicas para a era digital sob o ponto de vista cultural e político. O encerramento do 2º Fórum da Cultura Digital Brasileira foi marcado por um ato com a participação da sociedade civil e de grupos que atuam no campo da cultura digital.

 
Aditivos contratuais
Amazônia Legal receberá maioria dos novos pontos de conexão do Gesac

A Amazônia Legal – que abrange sete estados da região norte, além de Mato Grosso e Maranhão – será a maior beneficiada com a implantação de novos pontos de conexão do Gesac. Com os dois aditivos contratuais assinados pelo Ministério das Comunicações, o número de pontos de acesso à internet na região passará dos atuais 2.230 para 3.060.

 
Plano Nacional de Banda Larga
Telebrás marca novas licitações para o PNBL com prioridade à indústria nacional

A Telebrás publicou o último edital para os principais equipamentos e serviços que serão contratados, este ano, para a operação da rede nacional de telecomunicações e início da conexão das primeiras cidades contempladas pelo Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Em breve também serão assinados os contratos com as vencedoras da licitação para a infraestrutura dos Pontos de Presença (POPs).

 
Banda larga deve ser priorizada
Copa e Olimpíadas: é preciso planejar a infraestrutura de telecom

A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 deverão demandar investimentos de cerca de R$ 57 bilhões, sendo que 5% a 10% destinados à Tecnologia da Informação. Mas a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) adverte: sem um dimensionamento correto de serviços, entre eles, a banda larga, há um grave risco de insucesso dos eventos.

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   [113]   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152   153   154   155   156   157   158   159   160   161   162   163   164   165   166   167   168   169   170   171   172   173   174   175   > »

«Voltar



Apoio: