Mercado » Setor Público

Acesso à banda larga
Ministério das Comunicações vai coordenar ações de inclusão digital

As diversas ações de inclusão digital do governo federal serão coordenadas a partir de agora pelo Ministério das Comunicações. O anúncio foi feito pelo titular da pasta, Paulo Bernardo, no 9º Seminário de Políticas de Telecomunicações, realizado no dia 24 de fevereiro em Brasília. Segundo Bernardo, a decisão é da presidente Dilma Roussef, que elegeu o acesso à internet uma das prioridades de seu mandato.

 
Sem telefones fixos ou celulares
Ministério da Saúde instala rede de comunicação em aldeias indígenas

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) comprou 80 rádios para formar uma rede de comunicação entre o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) de Porto Velho (RO), as aldeias e os polos base. Desse total, 55 são rádios com placas solares, para a instalação em aldeias sem energia elétrica. Anteriormente, a comunicação era feita apenas pessoalmente, e, em alguns casos, podia levar dias.

 
Debates no Legislativo
Comissão do Senado dará prioridade à banda larga

O senador pelo Amazonas Eduardo Braga antecipou que a modernização da banda larga será tema de grandes debates na CCT do Senado. O futuro presidente da comissão disse que, tão logo assuma o posto, irá visitar os ministros da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, e das Comunicações, Paulo Bernardo, para definir o cronograma e a pauta que o Poder Executivo pretende apresentar.

 
Passo decisivo
Telebrás já tem autorização da Anatel para vender banda larga

A Telebrás já obteve a autorização da Agência Nacional de Telecomunicações para exploração do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM), necessária para que a empresa possa comercializar banda larga. O ato, publicado no Diário Oficial da União, concede à estatal o direito de explorar esses serviços no território nacional e internacional, sem caráter de exclusividade. O prazo de validade é indeterminado.

 
Um passo à frente
Telebrás assina mais um contrato para a rede que atenderá o PNBL

A Telebrás assinou um novo contrato para a implantação da rede de telecomunicações que atenderá o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Desta vez foi com a empresa brasileira Teracom, que fornecerá os equipamentos e serviços de borda da rede IP, no valor de R$ 15 milhões.  O total licitado com a Teracom é de R$ 110,2 milhões, valor que pode ser contratado em até um ano.

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   [103]   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152   153   154   155   156   157   158   159   160   161   162   163   164   165   166   167   168   169   170   171   172   173   174   175   > »

«Voltar



Apoio: