Mercado » Dados e pesquisas


Internautas residenciais com banda larga crescem 53% em um ano

De acordo com o Ibope/NetRatings, no mês de abril, 22,4 milhões de pessoas utilizaram a internet residencial no Brasil, 41,3% mais que os 15,9 milhões de abril de 2007. Do total de usuários em abril, 18,3 milhões (82%) navegaram por banda larga, o que equivale a um crescimento de 53% na comparação com o mesmo mês no ano passado. O Ibope/NetRatings faz a análise em um total de dez países. Destes, o Brasil continua a liderar o ranking de consumo individual de internet residencial. Em seguida, vêm França e Estados Unidos.

 

América Latina representa apenas 9,8% do mercado mundial de banda larga
Estudo da consultoria IDC aponta que a penetração de conexões de banda larga na América Latina é de somente 8%, numa prova de que é urgente a adoção de políticas públicas voltadas para a inclusão digital.  Em termos de receita, o montante faturado na região será de apenas US$ 128 milhões este ano, representando 9,8% do mercado global de banda larga, estimado em US$ 1,303 bilhão.
 

Acesso à internet via banda larga móvel deve ultrapassar a fixa este ano
O número de acessos à internet via banda larga móvel deve ultrapassar o de banda larga fixa no mundo ainda este ano. Segundo dados da Pyramid Research, empresa que analisa tendências do mercado de telefonia e uso de internet em diversos países, os assinantes de serviços móveis serão 470 milhões. O uso de redes 3G poderá representar 26% do total de acessos à internet em 2012. Em 2006, significava apenas 6%.
 

Brasileiros enviam menos SMS que outros países em desenvolvimento
Os brasileiros enviam, em média, 50 mensagens de textos por mês via celular. O número é bem menor do que em outros países, de acordo com dados da Pyramid Research, empresa que analisa tendências do mercado mundial de telefonia. No Uruguai, por exemplo, a média é de 700 SMS mensais por pessoa. Na Coréia do Sul, o segmento jovem envia mais de três mil mensagens a cada 30 dias. Segundo Fernando Faria, analista sênior da Pyramid, a discrepância deve-se aos custos do serviço. No Uruguai, cada SMS custa menos de um centavo de dólar, enquanto no Brasil o preço chega a 10 centavos.
 

Lan houses substituem poder público na inclusão digital
Apesar de os telecentros, unidades criadas pelo poder público para fomentar o acesso à internet, terem crescido de 3% para 6% ao longo de 2007, foram os centros públicos de acesso pago, em especial as "lan houses", que mostraram a sua força. Hoje, 49% dos brasileiros acessam a internet por meio delas. No ano passado, esse  número era de 30%. O incremento é uma demonstração clara de que essas casas privadas assumiram o papel de incluir, social e digitalmente, o brasileiro de menor poder aquisitivo.
 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   [23]   24   25   > »

«Voltar



Apoio: