Mercado » Dados e pesquisas

Produtividade e qualidade de vida
TICs são o novo “sangue da cidade”, diz estudo

Empresas, cidadãos e governantes acreditam que investimentos em tecnologias da informação e comunicação (TICs) melhoram a produtividade, a competitividade dos negócios e a qualidade de vida dos cidadãos, o que faz das TICs o novo “sangue da cidade”. Isto é o que diz um estudo feito pela empresa de telecomunicações Siemens em 15 cidades de 12 países com diferentes perfis

 
América Latina e Caribe
Organismo internacional seleciona projetos de pesquisa sobre governo eletrônico

O Centro Internacional de Pesquisas para o Desenvolvimento (IDRC) lança o projeto “O Cidadão e o Governo eletrônico nas Américas”, dirigido a fortalecer os processos de governabilidade democrática na América Latina e Caribe. O projeto disponibiliza cem mil dólares canadenses para pesquisas em quatro áreas. As inscrições vão até o dia 27 de agosto, e o resultado será publicado no dia 22 de setembro.

 
Vice na América Latina
Entre 70 países, Brasil é o 42° no ranking de economia digital

O Brasil ocupa a 42ª posição na pesquisa Ranking Economia Digital 2010. O estudo, antes conhecido como e-readiness, é produzido anualmente pela divisão de consultoria da IBM e pela Unidade de Inteligência do The Economist. Na América Latina, o Brasil ocupa o 2º lugar do ranking, perdendo para o Chile, em 30º na classificação geral.

Em sua 11ª edição, a pesquisa tem por objetivo avaliar a capacidade de 70 países de absorverem novas tecnologias de informação e comunicação e aplicá-las a favor do desenvolvimento econômico e social. Segundo o estudo, o Brasil subiu 8% na categoria “ambiente de negócios”, com melhores pontuações em oportunidade de mercado (7.8 pontos) e melhor política de investimento estrangeiro (7.75). Entretanto, o país piorou seu desempenho em “visão e política do governo” e “ambiente social e cultural”, com queda na nota de nível educacional de 7.5 para 6 pontos.

 
Apenas parte da população
Acessos a internet rápida via dispositivos móveis superam os feitos via aparelhos fixos

Estudo mostra que, no primeiro trimestre de 2010, o Brasil confirmou a tendência mundial de ter mais acessos via aparelhos móveis, como smartphones, do que em computadores fixos quando se fala em banda larga. Apesar dos entraves ainda existentes, algumas prefeituras mais atentas já oferecem serviços de mobile government, ou m-gov.

 
Longe da meta
Internet é realidade para apenas 25% da população mundial

Uma radiografia sobre o estado de acesso às Tecnologias de Informação, divulgado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), mostra que 75% da população do planeta ainda não tem acesso à Internet. A meta de ter 50% da população mundial conectada até 2015 corre sério risco de não ser alcançada, e a UIT pede que governos invistam para garantir acesso público à rede.

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   [19]   20   21   22   23   24   25   > »

«Voltar



Apoio: