Mercado » Dados e pesquisas

Políticas públicas
Livro conta dez anos de busca por mais acesso à internet no Brasil

Em entrevista ao Guia das Cidades Digitais, Maurício Falavigna, autor de “Inclusão Digital - Vivências Brasileiras”, narra o percurso de organizações sociais e do governo para popularizar a internet no país. Defensor da implementação de telecentros, o autor descreve os rumos tomados pelas políticas públicas na última década e aponta caminhos a serem trilhados daqui por diante.

 
Estudo latino-americano
Inscrições para o Ranking de Cidades Digitais são prorrogadas até 31 de maio

Está prorrogado para 31 de maio o prazo para inscrição na edição 2011 do Ranking Motorola de Cidades Digitais. O estudo, patrocinado pela Motorola e realizado pela Convergencia Research, visa conhecer o nível de digitalização das cidades inscritas. Nesta edição, as cidades também serão classificadas com base em suas iniciativas diferenciadas em saúde, educação, segurança, redes sem fio e mobilidade.  

 
Projeções cautelosas
Consultoria internacional aposta no PNBL

Segundo relatório divulgado pela Pyramid Research, uma das maiores consultorias de telecomunicações do mundo, para o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) alcançar seus objetivos, o envolvimento do governo é essencial. A Pyramid é cautelosa em suas projeções, pois estima em 24% a quantidade da população navegando em alta velocidade até 2015, mas afirma que “o Brasil ficou sério em relação à banda larga”.

 
Conexões fixas e móveis
Brasil: 38,5 milhões de acessos em banda larga no primeiro trimestre

Os acessos de internet em banda larga fixa e móvel das prestadoras de serviços de telecomunicações no Brasil alcançaram 38,5 milhões no fim do primeiro trimestre de 2011. O avanço foi de 51,5% em relação ao número do fim de março de 2010. Oito em cada dez conexões no país estão em residências. Os dados são de levantamento da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil).

 
Diferenças entre países e pessoas
Acesso desigual às TICs amplia o fosso entre ricos e pobres

Um novo relatório da União Internacional das Telecomunicações (UIT) destaca o avanço das Tecnologias da Informação e Comunicação na última década, mas deixa claro que governos e reguladores devem agir para evitar que elas se tornem mais um fosso entre ricos e pobres. O acesso à rede chega a 71% nos países desenvolvidos e a apenas 21% nos demais. Há limitações de acesso também dentro de cada país.

 
« <   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   [17]   18   19   20   21   22   23   24   25   > »

«Voltar



Apoio: