Especial Segurança Pública

Com foco na Copa, Mato Grosso implementa projeto para otimizar a operação dos órgãos de segurança

Um dos estados que receberão os jogos da Copa do Mundo de 2014, Mato Grosso investe para prevenir crimes e atuar ante ocorrências em pontos estratégicos da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá e entorno. A Secretaria de Segurança Pública (SESP), em parceria com a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (SESGE), trabalha na implantação do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR). O atual Centro Integrado de Operações de Segurança Pública de Mato Grosso (Ciosp) será reformado para se tornar um grande Centro de Comando e Controle, onde funcionarão o monitoramento, atendimento, despacho e sala de crise. 

 
Leis contra crimes cibernéticos são aprovadas

Até abril de 2013, deverão entrar em vigor os dois projetos de lei aprovados na quarta-feira, 7, na Câmara dos Deputados: a Lei Azeredo, que ficou nove anos em discussão no Congresso; e a Lei Carolina Dieckmann, de dezembro de 2011; ambas tipificando os crimes cibernéticos. Os textos já foram enviados à presidente Dilma Rousseff, que deverá sancioná-los num prazo de 15 dias.

 
Exército revela como estão os testes com a tecnologia LTE

Em entrevista ao Guia das Cidades Digitais, o General Santos Guerra, Comandante do Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEX), diz que o parecer, até o momento, é que a tecnologia LTE permitirá melhorar muito a eficiência da segurança de eventos que necessitem de maior esforço de coordenação das entidades públicas envolvidas.

 
Segurança cibernética é questão de Estado, diz professor da Universidade de Brasília

Segundo o ministro da Defesa, Celso Amorim, o Governo deve investir R$ 400 milhões na prevenção de ataques cibernéticos nos próximos quatro anos. O dinheiro será aplicado em tecnologia, pesquisa, inovação e a capacitação de profissionais para atuação contra crimes eletrônicos. Vazamentos de informações sigilosas, adulteração de dados, negação de serviços e roubo de identidade são alguns dos objetivos dos ataques perpetrados. Jorge Henrique Cabral Fernandes, professor da Universidade de Brasília (UnB), especialista no tema, tratou desses assuntos na palestra “Defesa Cibernética: Status atual no Brasil”, que ministrou durante a 2ª edição do Cyber Security Brasil - Seminário Internacional de Segurança e Defesa Cibernética, realizada no dia 8 de novembro, no Rio de Janeiro.

 
Inteligência e tecnologia são o eixo da nova estratégia de segurança no Amazonas

Inteligência policial, perícia forense e investigação são as bases da visão estratégica para atuar durante a Copa 2014 do governo do Amazonas, segundo o delegado Arthur Lyra, titular da Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) da Polícia Civil. Ele destaca, entre as inovações, a adoção de sistemas de identificação biométrica, que facilta a liberação ou detenção de suspeitos. Também será criado um novo instituto de genética forense, que ampliará o atual laboratório com a aquisição de equipamentos e qualificação de servidores. Considerando ainda as peculiaridades do estado, serão combinadas cerca de 200 soluções de tecnologia embarcada para viaturas, aviões e barcos. Os desafios da segurança pública nos próximos grandes eventos esportivos terão destaque no Fórum Nacional de TIC na Segurança Pública, no dia 31 de outubro, em Brasília, com a organização da Network Eventos em parceria com o portal Convergência Digital.

 
Ceará cria sistema de segurança com centrais móveis para grandes eventos

Além do sistema de vigilância gerenciado na sala de comando e controle do estádio Castelão e da rede de monitoração com câmeras instaladas pela cidade, Fortaleza começa a contar com centrais móveis de segurança. As imagens de determinada área são exibidas em telas instaladas em uma viatura, o que acelera muito a intervenção em caso de incidentes. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará, o sistema é ideal para eventos com grande concentração de público. Fortaleza será sede de três partidas da Copa das Confederações 2013 e da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Os desafios da segurança pública nos próximos grandes eventos esportivos terão destaque no Fórum Nacional de TIC na Segurança Pública, no dia 31 de outubro, em Brasília, com a organização da Network Eventos em parceria com o portal Convergência Digital.

 
Copa 2014: Minas Gerais investe em integração das forças de segurança

Minas Gerais está bem em um dos principais preparativos para a Copa do Mundo de 2014, a construção do estádio. As obras do Mineirão são as mais adiantadas das 12 arenas que sediarão jogos, com previsão de conclusão em dezembro deste ano. Com o estádio quase pronto, o estado agora se volta, com mais intensidade, para os demais itens necessários para o sucesso do evento, como a implementação de medidas de segurança para a população e turistas. Além do treinamento a policiais, bombeiros e agentes de defesa civil e saúde, estão sendo investidos recursos em tecnologia para vigiar espaços públicos e integrar as forças de segurança. Os investimentos chegam a R$ 50 milhões. 

 
Integração entre as forças policiais e de defesa civil estaduais, com base em tecnologia de ponta, será legado da Copa de 2014

Em junho de 2013, o Brasil sediará a Copa das Confederações, evento da Fifa preparatório da Copa do Mundo de 2014. Até lá, de acordo com a entidade máxima do futebol, a maior parte dos equipamentos necessários para o torneio deve estar pronta nas cidades que receberão jogos. A ideia é utilizar a competição de 2013 como teste para a do ano seguinte, em todos os sentidos. Uma das maiores preocupações da Fifa em todos os eventos que organiza é com a segurança, não só das delegações como de turistas e da população em geral. Por isso, o governo federal decidiu criar uma Secretaria Extraordinária de Segurança de Grande Eventos (Sesge), vinculada ao Ministério da Justiça. Segundo o responsável pela pasta, o delegado Federal Valdinho Caetano, a integração entre as forças policiais e de defesa civil estaduais será um dos principais legados que o evento deixará para o país. Os desafios enfrentados pelos responsáveis pela segurança pública nos próximos grandes eventos esportivos terão destaque na programação do Fórum Nacional de TIC na Segurança Pública, que será realizado no dia 31 de outubro, em Brasília, com a organização da Network Eventos em parceria com o portal Convergência Digital. 

 
Pernambuco de olho na Copa

A Copa das Confederações, torneio da Fifa que reúne os campeões continentais e o país-sede, vai acontecer em junho em algumas das cidades que, um ano depois, sediarão os jogos do maior torneio mundial de futebol, a Copa do Mundo. O evento de 2013 servirá de preparação para governos e organizadores e colocará em prática os planejamentos de diversas áreas para o mundial. Um dos setores que mais tem recebido atenção é o de segurança pública. Para atender as exigências da Fifa e oferecer o máximo de conforto a turistas e cidadãos, muitos investimentos têm sido feitos, inclusive em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) aplicada à segurança. Em Pernambuco, por exemplo, apenas no projeto da arena que leva o nome do estado, com capacidade para 46 mil pessoas, serão instaladas 333 câmeras, segundo a Secretaria Estadual de Defesa Social (SDS). Ao todo, no estado, serão quase duas mil câmeras.

 

«Voltar



Apoio: