Especial VoIP » O caminho até a popularização

O caminho até a popularização

VoIP é a sigla para a expressão em inglês Voice over Internet Protocol. Em português, significa Voz sobre Protocolo Internet. A tecnologia permite a transmissão de voz por meio de redes de dados, utilizando-se de protocolos específicos. Um programa comprime o sinal de voz, traduz em pacotes de dados e envia pela internet. Na prática, permite que ligações telefônicas sejam feitas utilizando a internet, barateando muito os custos.

As primeiras experiências de uso de tecnologia para transmissão de voz pela internet aconteceram no início da década de 70, dentro da Network Voice Protocol (protocolo de voz pela rede), inventada para a Arpanet, rede militar norte-americana de computadores que foi o embrião da internet atual.

Já nos anos 80, a tecnologia para ligações via internet tornou-se disponível para o usuário comum. Nos primeiros anos, com a tecnologia limitada, só conseguiam comunicar-se dois usuários que tivessem placas de som do mesmo tipo, com as mais recentes atualizações do software.

De computador para computador

Foi em 1995 que o uso de VoIP como se entende hoje começou a ficar mais concreto, quando a empresa Vocaltec lançou o programa Internet Phone, nos Estados Unidos, que podia ser usado em microcomputadores comuns (PCs) em muitas das casas norte-americanas. Para usá-lo, era preciso uma placa de som, microfones e caixas de som − a exemplo do que é necessário hoje em dia.

Inicialmente, o programa permitia a comunicação somente entre dois computadores que tivessem instalado o Internet Phone. Ou seja, ainda não permitia a realização de ligações da internet para telefones convencionais. Porém, os seus usuários já reconheciam a imensa economia proporcionada com as ligações de longa distância por meio da internet.

Na época, dois pontos negativos atrasavam a expansão no uso da tecnologia e impediam o uso em larga escala: a qualidade ruim do som e a banda estreita de internet (isto é, a baixa velocidade da conexão discada à rede).

No final dos anos 90 e início dos anos 2000, a crescente oferta de banda larga a preços razoáveis para o usuário final e a proliferação de programas de ligações telefônicas através da internet fizeram o VoIP se popularizar. Ligações já podiam ser feitas do computador para telefones convencionais, o que ajudava a baratear custos de ligações de longa distância. No ano 2000, a transmissão pela internet já representava 3% do total de tráfego de voz nos EUA.

O surgimento do Skype

O programa Skype tornou-se o mais popular entre os usuários residenciais. Além de produzir o programa em si, a empresa Skype é também provedora do serviço de ligações via VoIP. As provedoras são essenciais, pois são quem, na prática, fazem o sistema funcionar, permitindo as ligações. Hoje existem no Brasil diversas provedoras de VoIP. Algumas só oferecem o serviço; outras, o serviço e soluções completas, incluindo programas, planos de tarifas, etc.

Aos poucos, novos equipamentos e funções são criados para uso da tecnologia VoIP. Um exemplo é o chamado telefone IP, desenvolvido há quase uma década, que dispensa o computador para fazer ligações: o aparelho telefônico é especialmente desenhado para uso de VoIP e fica diretamente conectado à internet.

Atualmente, as novas aplicações do uso de VoIP são pensadas principalmente para empresas ou governos, com funções mais sofisticadas e articuladas.


Outras matérias do Especial VoIP:

Data: 12 de junho de 2008
Autor: Maria Eduarda Mattar

«Voltar



Apoio: