Por que ser uma Cidade Digital » Novos projetos » Escolas são o ponto de partida

Em Barbacena, escolas são o ponto de partida

O início será nas escolas, com a implantação de laboratórios de informática e acesso à internet. Depois, a intenção é aproveitar a infra-estrutura e expandi-la. Esses são os planos do Barbacena Digital, que está sendo instalado com o apoio do Ministério das Comunicações (Minicom), em convênio com a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Situada no sul de Minas Gerais, com 122 mil habitantes, Barbacena é quase vizinha de Tiradentes, onde já foi implementado projeto semelhante, também por iniciativa do Minicom.

Noely Nunes, superintendente de Desenvolvimento da Educação da prefeitura, explica que o projeto está em fase de licitação de equipamentos, etapa coordenada pela UFOP. Quando pronto, o projeto vai interligar 28 das 33 escolas de Ouro Preto e instalar laboratórios de informática, acesso à internet e capacitação para que os alunos utilizem a rede mundial de computadores.

A interligação será feita através de rede Wi-Fi, como ocorreu em Tiradentes. Para conectar as 18 escolas urbanas que receberão o sinal ainda neste ano (primeira etapa do projeto), duas torres serão utilizadas. Para a segunda etapa, quando serão conectadas escolas na zona rural no município de 788 quilômetros quadrados, ainda não está definido o número de torres. Há ainda a possibilidade de uso de sinal por satélite nesta fase.

Até agora, já foi realizada uma ação prévia do projeto: a capacitação de 170 professores da rede municipal de ensino e a instalação de um laboratório de informática na Secretaria de Edudação. "A instalação de internet é uma outra etapa deste mesmo projeto, quando previlegiaremos a comunicação através da web", diz Noely.

A prefeitura do município tem planos de aproveitar a infra-estrutura que será instalada no Barbacena Digital para, no futuro, utilizá-la em ações de interligação dos prédios públicos, incluindo estabelecimentos de saúde, secretarias, etc. Quem adianta a informação é o secretário de Governadoria, David Mendes Saldanha. Segundo ele, "existe, sim, a intenção. Mas vamos aguardar o processo eleitoral para decidir que ações tomar", diz, com precaução.

Data: 29 de agosto de 2008
Autor: Maria Eduarda Mattar

«Voltar



Apoio: