Mercado » Setor Público » Embrapii apóia projeto para reduzir impacto urbano da instalação de fibra

Embrapii apóia projeto para reduzir impacto urbano da instalação de fibra

O CPqD e a Prysmian já estão trabalhando no desenvolvimento de microcabos ópticos. Uma das principais vantagens é a instalação em microdutos, cuja escavação dispensa a necessidade de obstrução das vias públicas. "É um sistema menos invasivo do que a tecnologia convencional, pois a vala consiste em um corte na pavimentação de aproximadamente 3 cm de largura por 30 cm de profundidade", explica Ricardo Zandonay, gerente de Desenvolvimento de Tecnologia do CpqD.

O centro de pesquisas é uma das 13 unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). O valor total do contrato de pesquisa e desenvolvimento é de R$ 1,5 milhão, com investimentos da Embrapii, do CPqD e da Prysmian, fabricante italiana de cabos.

Entre as vantagens da nova tecnologia, está a instalação dos microcabos nos microdutos. Como suas dimensões são menores, não se usa a técnica convencional de instalação, em que o cabo óptico é puxado dentro do duto. "A instalação é rápida. Não deixa resíduos, e a recuperação do pavimento é realizada imediatamente após a acomodação do microduto", descreve Zandonay.

 

­A Embrapii é uma organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), criada com o objetivo de atender as demandas empresariais, com o compartilhamento dos riscos na fase pré-competitiva da inovação.

Data: 08 de junho de 2015
Autor: Vanderlei Campos, com informações do MCTI

«Voltar



Apoio: