Foco em saúde, educação e gestão municipal
Telefônica testa gestão de estrutura de Cidade Digital em Águas de São Pedro

Após implementar aplicações de Saúde e ter iniciado a entrega de serviços em Educação, a Telefônica Vivo já concluiu a implantação de serviços municipais inteligentes, como iluminação racional, localizador de vagas para estacionamento e sistemas de videomonitoramento. A iniciativa faz parte do projeto Cidade 100% Digital, um piloto em Águas de São Pedro (SP), onde a operadora e a prefeitura experimentam aplicações de interesse público sobre uma infraestrutura de alta capacidade, com links de fibra e 4G que oferecem banda de até 25 Mbps.

Anunciado no final do ano passado, o projeto em Águas de São Pedro, de 3,8 mil habitantes, envolve investimentos da Telefônica Vivo, de R$ 2 milhões, e de parceiros como a Ericsson, que provê o novo sistema de iluminação pública, e a Huawei, que fornece o sistema de segurança. “Elegemos três focos: saúde, educação e gestão municipal”, explica Kátia Galvane, coordenadora de projetos de eGov da operadora.

Fórum Sul-americano de Líderes de Governo
Provedores públicos de TI mantêm recursos comuns para diferentes serviços

A contratação proativa de recursos tecnológicos comuns e a construção de serviços úteis e acessíveis a múltiplos processos e aplicações definem a produtividade dos provedores públicos de serviços de TI. “Se focarmos em cada demanda, vamos sempre correr atrás. A agilidade necessária só é possível se nos organizamos de forma modular e estrutural”, diz Rodrigo Assumpção, presidente da Dataprev. “Hoje, temos um procedimento único de coleta de impressões digitais. Teremos uma só base de dados atendendo os sistemas de gestão de RG, CNH e outras aplicações que precisem do dado biométrico”, informa Célio Bozola, diretor-presidente da Prodesp. Os executivos foram palestrantes do Fórum Sul-americano de Líderes de Governo, promovido em Brasília pela Ação Informática.

 

Experiências de sucesso

 

Mercado

Como construir uma Cidade Digital

 

Novos projetos

Mercado

 

Novos projetos

 

Internet das Coisas: a “nova onda”
Processos eficientes são a base de cidades inteligentes

Sensores, sistemas de geolocalização, redes de câmeras e outras facilidades que permitem monitorar a cidade em tempo real devem ter seu uso ampliado de forma transversal, para atender projetos de várias secretarias e organizações públicas. Este foi um dos eixos das discussões durante o fórum São Paulo Smart Cities, que reuniu secretários estaduais, municipais e especialistas da indústria de TI. “A eficiência é pré-condição, mas trabalhar com partes isoladas não faz cidade inteligente. A inteligência é quando a eficiência técnica vira planejamento e gestão”, define Roberto Piaza, diretor de Serviços Digitais da Vivo. Ele destaca uma “nova onda” com o advento da Internet das Coisas. “Pessoas, animais e equipamentos conectados aumentam as oportunidades de eficiência nos processos”, menciona. Para Max Leite, diretor de inovação da Intel, “o importante é entender o modelo de negócio que orienta a adoção das novas tecnologias.”

POA Cidade Inteligente
Evento apresenta melhores práticas na área de TICs para administrações públicas

Os eventos voltados para apresentar soluções e projetos de Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) das administrações públicas já estão no calendário do Rio Grande do Sul. Para debater temas como gestão eficiente e mobilidade, além de tecnologias como cloud computing e segurança da informação, a capital gaúcha recebeu o Porto Alegre Cidade Inteligente nos dias 16 e 17 de setembro. “O crescimento urbano oferece diversos desafios para a gestão pública no que tange à saúde, transportes, segurança e educação, entre outras áreas. As TICs são grandes aliadas dos governos para fornecer soluções que melhorem os serviços prestados aos cidadãos. Foi com o objetivo de colocar em discussão as melhores práticas que promovemos o POA Cidade Inteligente”, afirma Carlos Calazans, diretor-geral da Network Eventos, empresa que realizou o evento.



Apoio: